Menu

Cristo - O filho do Deus Vivo

“Disse-lhes ele: E vós, quem dizeis que eu sou? E, Simão Pedro, respondendo, disse-lhe: Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo”. Mateus 16:15-16 (ARC)

Certa feita, Jesus Cristo indagou aos seus discípulos: “Quem dizem os homens ser o Filho do Homem?” Mateus 16:13b (ARC). E, os discípulos disseram: “Uns, João Batista; outros, Elias, e outros, Jeremias ou um dos profetas” Mateus 16:14 (ARC).

Os discípulos estavam com Jesus, mas mesmo assim, Cristo os indaga acerca de quem os homens pensavam ser o Filho do Homem, e principalmente, acerca do que eles diziam quem Ele, Cristo, era.

Tanto é que Jesus Cristo pergunta aos discípulos: “E vós, quem dizeis que eu sou?” Mateus 16:15 (ARC). E, naquela oportunidade, Pedro tomado de imensa graça e ousadia responde: “Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo” Mateus 16:16 (ARC).

Pedro, neste momento, afirma que Cristo Jesus é o Filho de Deus, mas não é só, de um Deus vivo, e, na verdade, de um Deus que penetra em nossos corações, de um Deus que é o Senhor dos senhores, bem como corrobora o trecho de João 3:16 que diz: “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (ARC).

Tanto é que, Jesus diz a Pedro: “Bem aventurado és, tu, Simão Barjonas, porque não foi carne e sangue quem to revelou, mas meu Pai, que está nos céus” Mateus 16:17 (ARC), assim, Pedro não revelou Cristo Jesus como homem de carne e osso, mas sim, Jesus Cristo como nosso Senhor e Salvador, Filho daquele que tudo pode, de que tudo pertence, que é Deus em sua infinita glória e no seu infinito trono de graça.

E, não é só, quando Pedro afirma que Jesus Cristo é o Filho do Deus vivo, Pedro testifica que Cristo é o verbo encarnado, então, Pedro, desta maneira, está confessando a Cristo, de fato e de verdade, e Ele é sobre todo o nome.

Cristo Jesus é aquele que nos resgatou do pecado, das nossas falhas, para que pudéssemos ter uma nova comunhão com o Pai, porque Ele restabeleceu a nossa ligadura com o Pai.

Ademais, Jesus Cristo profetiza na vida de Simão Pedro a partir daí “Pois também eu te digo que tu és Pedro e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela. E eu te darei as chaves do Reino dos céus, e tudo o que ligares na terra será ligado nos céus, e tudo o que desligares na terra será desligado nos céus” Mateus 16:18-19 (ARC).

Neste ínterim, Jesus Cristo revestiu Pedro de autoridade e de poder, pois, amados irmãos, lutamos contra principados e potestades no campo espiritual, e precisamos estabelecer o reino Dele, com autoridade e poder, em nossas vidas.

Desta forma, Jesus Cristo estabeleceu em Pedro, igualmente, também a nós, para que tudo possa se fazer novo em nossos corações, para que haja transformação, e, desta feita Cristo nos reveste, capacita-nos dando ousadia e intrepidez de testificarmos Jesus Cristo, como Senhor e Salvador de nosso ser.

Assim, Jesus Cristo é aquele que transforma o nosso ser, é aquele que muda nosso coração, que nos restaura, nos regenera. Como é bom estarmos na presença de Cristo, como é bom dizermos que Ele é nosso Senhor e Salvador, como é bom quando Ele toca no íntimo do nosso ser, e, faz com que, realmente, percebamos que precisamos mudar muitas coisas em nossas vidas.

Entretanto, esta mudança de direção, esta transformação, começa de dentro para fora, confirmando e corroborando que a mudança em nossas vidas inicia-se em uma modificação interior e, depois, exteriormente.

Portanto, amado e querido irmão, que você sinta a presença de Deus em todos os momentos, que você possa ser tocado pelo Espírito Santo, e, deixe o Espírito Santo viver e fluir na sua vida, inundando o seu ser e, principalmente, o seu coração.

Pastor Cristiano Moreira (Colaboração de Juliano Figueiredo de Campos)

Canal livre para interação. Após o envio, aguarde análise de nossos moderadores para a publicação.

Bom Samaritano