Menu

Jesus tornou-se homem

Imagem: Vinicius Sampaio
Imagem: Vinicius Sampaio
Saiba mais sobre a segunda verdade sobre a “Vida e Obra do Senhor Jesus”

Das oito verdades sobre a vida e obra de Jesus, a segunda é “Jesus tornou-se homem”. Ele já existia na eternidade com o Pai. Mas Ele deixou a sua habitação, e veio habitar entre os homens. Quando a palavra diz que Ele se esvaziou de sua divindade, significa que Ele de criador, tornou-se como uma de suas criaturas.

“E o Verbo se fez carne e habitou entre nós, cheio de graça e de verdade, e vimos a sua glória, glória como do unigênito do Pai.”Jo 1:14

Jesus tornou-se homem, e como homem passou pelas mesmas lutas e conflitos que nós também passamos. Ele viveu 33 anos neste mundo, e como existem desafios diferentes para cada fase de nossa vida, Jesus enfrentou todos os tipos de desafios e dificuldades que um ser humano pode experimentar. Mas, diferente de nós, que somos cheios de nós mesmos, Jesus se esvaziou de si mesmo, da sua vontade, do seu desejo de governar a sua própria vida, para viver uma vida dependente de Deus. Por isso precisamos conhecê-lo, e saber por qual motivo Jesus tornou-se homem.

Podemos apontar três motivos
  1. Jesus tornou-se homem para revelar a humanidade o caráter de Deus - “Ninguém jamais viu a Deus; o Deus unigênito, que está no seio do Pai, é quem o revelou.” Jo 1:18..Antes do nascimento de Jesus em Belém, nenhum ser humano jamais havia contemplado a Deus. Mas quando Jesus veio ao mundo, Ele revelou para a humanidade o caráter de Deus Pai. O caráter de uma pessoa se conhece através do seu modo de ser e de agir. É também tudo aquilo que está relacionado com as virtudes e defeitos morais de uma pessoa. No caráter de Jesus só há virtudes. Ele sempre agia com humildade e reagia com mansidão, por isso declarou “Aprendei de mim porque sou manso e humilde de coração” Mt 11:29

  2. Jesus tornou-se homem para vencer o pecado - “E o Verbo se fez carne...” Jo 1:14. Em uma linguagem mais simples, a carne é o nosso EU e tudo aquilo que está relacionado com o desejo, vontade, emoções e nosso intelecto. Quando o texto diz que o Verbo se fez carne, estava dizendo que o Verbo Jesus se fez HOMEM como qualquer de um de nós, com desejos, emoções, vontade, pensamentos, sentimentos, etc. “...porém, um que, como nós, em tudo foi tentado, mas sem pecado.” Hb 4:15. Esta semelhança que, é a semelhança de HOMEM e como homem, JESUS foi tentado em TUDO, mas sem pecado. Se Jesus pecasse, todo o plano de Deus de salvar a humanidade estaria perdido, mas ele foi fiel em tudo. Podemos afirmar com toda a convicção que Jesus nunca falou mal das pessoas, nunca murmurou, nunca teve inveja, nunca se prostituiu, nunca falou palavras torpes, nunca ameaçou ninguém, nunca agrediu ninguém, jamais desobedeceu a seus pais, amou todas as pessoas, zelou pelo seu nome... Não é por acaso que o nome de Jesus tem poder. Pedro compreendeu o que estava escrito em Isaías 53: 9, e afirmou com toda a convicção daquilo que viu: “Que Jesus não cometeu pecado e nem dolo algum se achou em sua boca.” 1Pe 2.22.

  3. Jesus tornou-se homem para vencer a morte -“e manifestada, agora, pelo aparecimento de nosso Salvador Cristo Jesus, o qual não só destruiu a morte, como trouxe à luz a vida e a imortalidade, mediante o evangelho.”  2 Tm 1.10. Jesus venceu a morte... Aleluia!  Quando Adão pecou contra Deus, a consequência desse pecado foi morte, isto é, a perda da vida e comunhão com Deus (RM 6.23). Porque todas as pessoas que nascem, nascem em Adão e herdam as consequências do pecado. Assim , a justiça divina exigia a morte de um homem santo. Mas no mundo não havia ninguém que pudesse satisfazer a justiça de Deus, porque todos eram pecadores e merecedores de castigo eterno, como está escrito ”Do céu olha o SENHOR para os filhos dos homens, para ver se há quem entenda, se há quem busque a Deus. Todos se extraviaram e juntamente se corromperam; não há quem faça o bem, não há nem um sequer.” SL 53:2-3. Toda a humanidade estava arruinada e não havia esperança de restaurar o Propósito Eterno de Deus através do homem pecador.

Só um homem santo como Jesus Cristo poderia pagar essa dívida. Ele morreu em nosso lugar. Se Jesus não desse a sua vida por nós, Ele jamais iria morrer, porque o salário do pecado é a morte e Jesus não tinha nenhum pecado, portanto Ele não poderia receber a morte como salário, mas sim a vida. Ninguém poderia tirar a sua vida se Ele não permitisse. Por isso At 2.24 diz que a morte não pode retê-lo.

Ele se entregou por nós para satisfazer a justiça de Deus. Ele declarou: “Por isso, o Pai me ama, porque eu dou a minha vida para a reassumir. 18 Ninguém a tira de mim; pelo contrário, eu espontaneamente a dou. Tenho autoridade para a entregar e também para reavê-la. Este mandato recebi de meu Pai.” Jo 10:17-18.

Agora podemos compreender porque era necessário Jesus subir à cruz e derramar seu precioso sangue por nós. Por isso devemos amá-lo e confessar que Jesus veio em CARNE.

“Ora, tendo Cristo sofrido na carne, armai-vos também vós do mesmo pensamento; pois aquele que sofreu na carne deixou o pecado, 2  para que, no tempo que vos resta na carne, já não vivais de acordo com as paixões dos homens, mas segundo a vontade de Deus.” 1Pe 4:1-2

 Por Daniel Beda

Canal livre para interação. Após o envio, aguarde análise de nossos moderadores para a publicação.

Bom Samaritano